Eu ♥ Novidades: The Cuckoo's Calling tem editora no Brasil.



Salve, salve!

E então galera, como vão vocês? Hoje não tem mestres e nem resenha – vim falar da novidade que estremeceu os alicerces da literatura mundo afora. O jornal The Sunday Times anunciou nesse domingo que o romance de estreia do desconhecido Roberth Galbraith era, na verdade, de autoria de ninguém menos que a britânica J. K. Rowling, que, como todo bom leitor bem sabe, é a autora do estilo de vida Harry Potter (Harry Potter não é apenas mais uma saga literária; é uma filosofia existencial). É.

Depois dessa revelação, em menos de 24 horas o livro intitulado The Cuckoo’s Calling, lançado pela editora Little, Brown Book Group em abril desse ano, atingiu o topo do ranking de best-sellers da Amazon, enquanto no sábado (um dia antes da notícia vir à tona) apenas 1.500 exemplares haviam sido vendidos no Reino Unido. O romance conta a história de um veterano de guerra que, agindo como detetive particular, investiga o suicídio de uma modelo que morreu ao saltar de uma sacada, em Londres.

Em entrevista, J. K. afirmou que esperava que o anonimato e a identidade de Roberth durassem mais, além de dizer que publicar um livro sob o pseudônimo foi uma experiência libertadora e maravilhosa.


“Esperava manter o segredo por mais tempo. Ser Robert Galbraith foi libertador”, disse Rowling. “Foi maravilhoso publicar sem expectativa do público, pelo puro prazer de ler comentários sob outro nome.”


Convenhamos que é fácil compreender o sentimento da autora, uma vez que o lançamento de Morte Súbita (The Casual Vacancy) foi cercado por especulações e expectativas, além de ter gerado centenas de comparações e críticas ao trabalho de J. K, geralmente relacionadas a saga Harry Potter. Não é de se admirar que a escritora tenha desejado um lançamento sem tanta “pressão”, embora o livro tenha recebido críticas muito boas antes mesmo que sua verdadeira autoria fosse relevada.

Para quem não sabe, a façanha de Rowling foi descoberta por um docente da Universidade de Oxford – segundo a BBC. O professor Peter Millican cruzou o texto de “The Cuckoo’s Calling” com “Harry Potter e as Relíquias da Morte” e “Morte Súbita”. As semelhanças de escrita não deixaram dúvidas quanto à verdadeira autora da obra.

Agora, a novidade.

Para a nossa felicidade, a obra já tem editora no Brasil!

A Rocco é a detentora dos direitos de publicação de The Cuckoo’s Calling por aqui, desde antes do anúncio de que Rowling seria a verdadeira identidade por trás de Roberth Galbraith. A informação é de Raquel Cozer, da Folha de São Paulo. A editora ainda não se manifestou sobre o assunto e, segundo informações, afirmou que tampouco o faria – por motivos desconhecidos por todos nós.

The Cuckoo’s Calling é o primeiro volume de uma série que deve ter seu sucessor lançado em 2014.


The Cuckoos's CallingAutor: Robert Galbraith (J.K Rowling)
Sinopse: Depois de perder sua perna em uma mina no Afeganistão, Cormoran Strike está apenas tocando sua vida como investigador privado. Strike conseguiu um cliente e os credores o estão chamando. Ele também terminou com sua namorada de longo prazo e está vivendo em seu escritório. Então, John Bristow passa por sua porta com uma história impressionante: Sua irmã, a lendária modelo Lula Landry, conhecida por seus amigos como Cuckoo, notoriamente havia morrido alguns meses atrás. A policia julgou como suicídio, mas John se recusa a acreditar nisto. O caso liga Strike com o mundo dos belos milionários, namorados rockstars e designers desesperados e isso o introduziu a todas as mais diferentes formas de prazer, tentação, sedução e ilusões que o homem conhece. Você pode pensar que conhece detetives, mas você nunca conheceu um como Strike. Você pode pensar que conhece ricos e famosos, mas você nunca os viu sob uma investigação como essa.


Na minha humilde opinião, por mais legal que seja ter o livro lançado aqui no Brasil, me chateia um pouco que a Rocco seja a editora e não a Nova Fronteira, que lançou Morte Súbita. Absolutamente nada contra a Rocco – que publicou a saga Harry Potter – mas confesso que não é minha editora favorita, não.

Sou o tipo de leitora que analisa não somente o conteúdo de um livro, mas todo o processo que envolve sua fabricação. Qualidade das páginas, brochura, encadernação, trabalho de capa, detalhes como relevos, profundidade, texturização...

Harry Potter é uma saga fantástica e sempre será a minha favorita (porque sim, sou uma Potterhead fanática até o fim. Always), mas o trabalho de edição não é dos melhores. Basta comparar com as versões britânicas ou norte-americanas. E não é “americanização” da minha parte não, galera. Tem muitas editoras fantásticas no Brasil que fazem um trabalho tão bom – senão superior – ao das editoras estrangeiras. A Cia. De Letras (O Mundo de Sofia), por exemplo, é uma editora que sempre me enche os olhos. Não indo longe, acho o trabalho da editora Galera Record em Assassin’s Creed absolutamente impecável (vou falar sobre isso com mais profundidade na resenha do livro). E para os rpgistas que acessam o blog, a não-tão-conhecida fora do meio, DEVIR, que publica no Brasil os livros lançados pela editora White Wolf, cujo gênero pode até não agradar a todos os gostos, mas ninguém pode desmerecer o trabalho fantástico de edição que eles fazem – eu tenho O Livro de NOD e ele é absolutamente lindo, além de já ter tido a oportunidade de conhecer outros exemplares da editora, que também são de uma qualidade ímpar.

O caso é que o trabalho de edição de Harry Potter não se compara ao feito lá fora, nem a alguns feitos por aqui mesmo. E sinceramente, não para por aí. Enquanto pesquisava sobre o assunto, eu vi que minha opinião (assim como a da Estefânia e da Carine, da staff do blog) é compartilhada por vários outros leitores. O que mais percebi foram comentários na mesma linha de receio quanto a edição do livro. Ou seja... Pois é.

Mas... Agora é enxergar o lado bom. Vai ser lançado por aqui, então logo teremos mais uma obra da eterna rainha da fantasia! É aguardar para ver! Fiquem ligados no blog e na fanpage para mais novidades!


Um beijo da heavy e boas leituras!

6 comentários:

Carine Hoffmann Dresch disse...

Ahhh mana!

Eu adorei essa notícia... uma pena é a gente saber desses pequenos detalhes...

Mas acho que vai ser ótimo que este livro chegue até nós!

Te amo amei o post

Yasmin Shiguematsu disse...

Pois é mana, uma notícia ótima! Mesmo com o pequeno porém, é muito bom saber que teremos o livro por aqui em breve!

Ah, te amo também! <3

Lis disse...

O receio fica grande no meu caso que comprei Morte Súbita pra me decepcionar (e sim, você avisou Babe, eu sei... kkk). Mas fico no aguardo da resenha quando sair - você pretende fazer desse amore?
Vamos ver...

Quanto à questão da editora, eu não sou tão expert no assunto assim, mas agradeço a menção à Devir. De fato é uma excelente editora que perde muito pela marginalização do RPG no Brasil - e, cá entre nós, pela "pão-durisse" dos rpgistas brasileiros que preferem ficar RECLAMANDO que lá fora o livro da White Wolf custa 30 dólares e aqui 60 reais ao invés de aprender a fazer conversão monetária, avaliar os custos e perceber que o trabalho da Devir e a qualidade dos livros oferecidos (que de fato são excepcionalmente fiéis aos originais da WW) valem o valor cobrado! - mas que trabalha com exímia qualidade e muito esmero!

Quem sabe mais gente não fica curiosa em descobrir a qualidade da editora?

Um beijo!

Anônimo disse...

Qual será o título do livro no Brasil?

Victor Mocelini disse...

O título do livro será O Chamado do Cuco, e já está em pré-venda na iTunes Store.

sombrinhazul disse...

Olá!
Comprei esse livro há um tempo, mas como tenho vários outros na frente ainda não li.
Depois do seu post acho que vou passar ele na frente dos outros! Haha!
Amei seu blog, ainda não conhecia.
Um beijo e boa semana.
Ana

Postar um comentário

- Agradecemos a leitura do post e adoraríamos saber a sua opinião.
- Responderemos o seu comentário aqui mesmo.
- Comentários ofensivos/preconceituosos serão deletados.

 
Eu ♥ Livros © 2010 | Designed by Chica Blogger | Back to top