Eu ♥ Resenhas: Coraline



Título Original: "Coraline".
Autor: Neil Gaiman.
Ano: 2003.
Número de Páginas: 160.
Editora: Rocco.
Edição: 1ª Edição. 
Tradutor: Regina de Barros Carvalho.




 
 
Falar sobre Coraline, para mim, é sempre empolgante porque esse é um daqueles livros que eu realmente amei ler e reler. Como o tema de Janeiro para o desafio 24/12 é infanto-juvenil, aproveitei para reler meus favoritos do gênero.

Coraline - e não Caroline - conta a história de uma menina que acabou de se mudar com os pais para uma curiosa "casa", mas como a casa era grande demais para a sua família, eles moravam apenas em uma parte. Assim, o apartamento térreo ficava para um par de velhas rechochudas que diziam que era atrizes e o apartamento acima a casa de Coraline ficava para um senhor idoso que dizia estar preparando um circo de camundongos. Nenhum deles consegue chamá-la da forma correta, porém são sempre amáveis e encorajam a curiosidade da menina. No dia seguinte a mudança, Coraline inicia a investigação, mas não encontra nada de interessante em sua expedição pelo terreno. No outro dia, ainda desanimada com a mudança e entediada com a calmaria do novo lugar, Coraline decide contar quantas coisas azuis haviam na casa, quantas janelas e quantas portas a fim de explorá-la, já que tinha de esperar a chuva lá fora passar para poder brincar no jardim.

Triste com seus pais que não a compreendiam, Coraline em meio a sua exploração encontra uma porta que não abre numa das salas e pergunta à mãe porque aquela porta estava trancada. A mãe lhe diz que não dava em lugar algum e para provar a filha, abre a porta para a menina ver. De fato, a passagem estava coberta por tijolos. A mãe então deixa a porta destrancada uma vez que ela dá para uma parede de tijolos, Coraline fica um pouco receosa, mas logo acaba deixando pra lá. Desanimada com o fato e a noite já ter chegado, Coraline janta e vai para a cama. Durante à noite, Coraline ouve um barulho e acorda, caminha pela casa para saber o que houve e vai até a sala onde havia a porta com paredes de tijolos, fecha a porta, tem alguns sonhos e adormece. No dia seguinte, Coraline continua a sua exploração e conversa mais com seus vizinhos. Até um diálogo um tanto sinistro, eu diria, com o senhor que mora no apartamento de cima.


— Os ratos não gostam da neblina — disse ele. — Faz com que seus bigodes se curvem.
— Também não gosto muito da neblina — admitiu Coraline. O velho abaixou-se na direção de Coraline, chegou tão perto que as pontas do seu bigode faziam cócegas na orelha dela.
— Os ratos têm uma mensagem para você — sussurrou. Coraline não sabia o que dizer.
— A mensagem é a seguinte: Não passe pela porta. — Fez uma pausa. — Isso faz algum sentido para você?
— Não — respondeu Coraline. O velho encolheu os ombros.
— São esquisitos, os ratos. Entendem as coisas errado. Entenderam seu nome errado, sabe? Insistem em chamá-la Coraline, e não Caroline. De modo algum Caroline. 
 Após outros fatos e páginas que de fato deixam o leitor um pouco preocupado com o que se dará com a menina, a mãe dela vai ao mercado e a menina fica em casa sozinha. É então que o barulho estranho da outra noite torna a soar. Coraline então segue para a sala de visitas, onde fica a porta que tem a passagem coberta por tijolos, e abre a porta. Só que dessa vez os tijolos já não estavam mais lá. Havia agora um longo corredor escuro que cheirava a algo muito velho, mas mesmo assim, ele era muito familiar. Ao chegar do outro lado, Coraline se encontra na mesma sala de visitas. Mas não era exatamente a mesma, havia algo de particular naquele lugar que não parecia ser tão amistoso. É a partir daí que a história começa a se tornar cada vez mais macabra. Coraline conhece então a sua "outra-mãe" e seu "outro-pai".

Enfim, nesse outro-lugar tudo possui uma perfeição mórbida. A outra-mãe faz comidas deliciosas para Coraline e seus outros-pais tem sempre tempo para brincar com ela. Os brinquedos são incríveis, o jardim é maravilhoso, tudo é perfeito. Bem, até quando a outra-mãe decide costurar botões no lugar dos olhos de Coraline e ela nega. Então a perfeita ilusão começa a se mostrar cada vez mais uma cilada extremamente perigosa em que até seus pais de verdade correm perigo.
Percebemos então que a "outra-mãe" faz de tudo para prender Coraline ali, naquele universo alternativo macabro a fim de costurar os botões em seus olhos.

O enredo criado por Neil Gaiman é incrível e os personagens perfeitos. Eu, particularmente, desde que li Coraline e outros romances gráficos do autor me apaixonei pela forma dele contar as histórias. O que eu mais achei incrível foram as referências que há dentro do livro, é preciso ler as entrelinhas para poder acompanhar tudo. É claro que para crianças, o livro possui significados diferentes do que quando é lido por um adulto. Eu, particularmente, achei genial. Para crianças, talvez, o conto assemelha-se ao de João e Maria que encontram uma casa feita de doces onde na verdade mora uma bruxa que deseja comê-los. Para, adultos, pelo menos para mim e uma amiga, a outra-mãe vai além da bruxa diabólica, está mais para um demônio mesmo, enfim... Vocês podem até pensar que eu falei alguns spoilersCoraline é - obviamente - muito mais que isso que escrevi. É maravilhoso acompanhar a personagem através desse outro-universo bastante suspeito. Acompanhar a aventura repleta de ação e mistério que Coraline se envolve.

Há um filme homônimo baseado no livro, mas devo dizer que com toda a certeza o filme - que já é um tanto macabro para ser infantil - suavizou bastante as coisas que aconteceram no livro. Recomendo que leiam primeiro e depois possam ver o filme.

10 comentários:

Salomé Fernandes disse...

Sério fiquei foi com medo! haha
deve ser bem macabro mesmo, (medo);
mas o livro é muito interessante fiquei fisgada com sua resenha ;)
beijos

http://deliriosdesalome.blogspot.com/

Arione Torres disse...

Olá, sou Arione. Seu blog é lindo. Estou seguindo o blog. Segue o meu?
http://arionetorrres.blogspot.com
Tchau...

cartasparaficcao disse...

Oii, nossa é meio de suspense... uahsuash'
Mais eu gostei do titulo.
bjoos, Patty

Luiz Silva disse...

Super Sorteio pessoal!!
O Blogueiro Leitor estará dando para um sortudo os Dvd's Crepúsculo e Lua Nova, Edições Especiais de Colecionador (box com 2 Dvd's cada)!
Corra e participe!


Abraço


Luiz Silva
blogueiroleitor.blogspot.com

Stefany Ferreira disse...

Noossa resenha perfeita! Fiquei super afim de ler o livro

Beijos, Stefie
http://stefieferreira.blogspot.com

Stefany Ferreira disse...

Tem selinho no blog pra vc! :)
http://stefieferreira.blogspot.com/2011/01/selinho-esse-blog-e-uma-gracinha.html

Kelly Praxedes disse...

gostei muito da resenha estou te seguindo vi ali 199 e resolvi ser a 200, ahhhh.... te linkei, estou começando meu blog hj.

Ana Paula Frazão disse...

Nossa, cheio de suspense esse livro!
Fiquei curiosa!
Passando também pra dizer que tem meme lá no blog e eu te indiquei :P
beijõess
http://true-insights.blogspot.com/

Kellen Baesso disse...

Nunca li, mas assisti ao filme e é muito bom. Passa uma mensagem bem direta. :)
Agora quero ler também! hehe
Beijos

Kellen
Tudo O Que Me Interessa

αmαndα ツ disse...

Aceita fechar parceria com meu blog (www.primeiro-livro.com)? Caso sim, me avise pelos comentários!
Obrigada!

Ah! Tem também uma promoção de livros rolando lá! Participe! ;D

Postar um comentário

- Agradecemos a leitura do post e adoraríamos saber a sua opinião.
- Responderemos o seu comentário aqui mesmo.
- Comentários ofensivos/preconceituosos serão deletados.

 
Eu ♥ Livros © 2010 | Designed by Chica Blogger | Back to top