Eu ♥ Resenhas: O Livro de NOD

Salve, salve!

E então, como vão vocês? Muito bem, com muitos livros para ler e muito tempo sobrando para fazer isso também, eu espero!
Eu sei que venho adiando terminar a resenha de Sombras da Noite, mas por um bom motivo. Como é um livro que eu já li há algum tempo, para resenhar eu acabo tendo que voltar à obra, pegar nomes, lugares e detalhes que escapam da memória. Isso consome um tempo que, ultimamente, por conta do fim do semestre, eu não tenho ): Eu sei que a responsabilidade é minha de terminar a resenha e eu vou fazê-lo, só peço um pouquinho de paciência (:
Mas isso não impede outras resenhas, não é?
Hoje eu trouxe uma obra um pouco diferente pro blog. Era um livro que eu já estava namorando há um tempão e finalmente tomei coragem pra comprar há uns dois ou três meses, mais ou menos.
Para os apaixonados como eu pela literatura vampiresca, na minha opinião, ele é um must have.
        Meus queridos, O Livro de Nod.


Título Original: "The Book of Nod"
Autor: Sam Chupp e Andrew Greenberg.
Ano: 1999.
Número de Páginas: 134.
Editora: Devir.
Edição: 1 / 1999 – 5º Reimpressão/2012
Tradutor: Marcel Murakami Iha





O Livro de NOD foi originalmente publicado pela editora White Wolf, em 1999. Foi trazido para o Brasil pela editora DEVIR e desde sua primeira tiragem, foi reimpresso 5 vezes. Ele foi feito para servir como material complementar e de apoio para os jogos de RPG (Role-playing Game) baseados em Vampiro: A Máscara, também da White Wolf.
O conhecimento prévio, entretanto, não é absolutamente necessário para a leitura desse livro. Eu já tinha contato com o universo de O Mundo das Sombras e já tive a oportunidade de ler alguns livros de RPG da White Wolf, como Vampiro: A Máscara e Lobisomem: O Apocalipse, então a terminologia não me soou estranha, embora possa chamar a atenção daqueles que nunca leram nada relacionado ao storytelling da White Wolf. Mas isso também não é um problema! No final do livro há um glossário que explica direitinho as nomenclaturas usadas, como Antediluviano e Caitiff, por exemplo. Então dá para ler sem problema algum.
Como eu já disse aqui no blog, a editora DEVIR é uma das poucas que nunca me decepcionou quanto à qualidade dos livros. Eles são fiéis aos originais da White Wolf e têm extraordinária qualidade. Pode até ser que o storytelling e o RPG não agradem a todos, mas que os livros são lindíssimos, isso é inegável.
NOD tem a capa preta, toda texturizada como se imitasse tecido, feita em material tipo papel-cartão. O símbolo prateado na frente é liso e parece ter sido prensado ali, bem como o título e os dizeres atrás. Não possui orelhas em nenhuma das capas e o papel é de excelente qualidade. Muitos pontos pra DEVIR! O meu exemplar eu adquiri no site da devir e custou R$34,90. (:
Eu tirei algumas fotos dele para vocês poderem ver melhor!

A primeira imagem é da capa e a segunda, do Glossário. A terceira foto mostra a parte de trás do livro. A quarta é do interior da obra, "O Início" onde a história de Caim começa. Eu sou apaixonada por essas ilustrações!


O Livro de NOD é dividido em três partes:
A Crônica de Caim: Conta a história do assassinato de Abel por Caim e seu posterior exílio, como foi amaldiçoado pelos arcanjos e toda a sua trajetória até que ele se encontrasse em plenitude com a natureza vampírica. Trata de seu encontro com Lilith e com a primeira cidade... Enfim, o começo de tudo.
A Crônica das Sombras: Aqui temos explicações sobre os seres da noite, “Sobre as Bestas da Lua”, por exemplo, onde somos informados sobre os garou (ou lobisomem). Essa parte também fala sobre as caraterísticas da vida de um vampiro – a progênie, a alimentação, os clãs, as regras da Máscara. Em minha opinião, seria um excelente manual para um neófito¹!
A Crônica dos Segredos: Aqui são reveladas as profecias e visões a respeito da espécie vampírica, entre elas a Gehenna, que seria o apocalipse dos vampiros. Quando os vampiros mais velhos – adormecidos e há muito incógnitos – se levantariam e consumiriam os mais jovens. Também trata do retorno do “Pai Sombrio” tido como o bastardo de Caim, que se levantará para devorar o sangue que lhe foi ofertado. Basicamente, temos aqui as previsões do que seria o Armageddon vampiresco.
Ao início de cada Crônica há um breve comentário do vampiro que reuniu as crônicas, Aristotle de Laurent. O LDN é apresentado como a compilação de documentos e informações coletadas pelo decorrer das eras, todos decodificados e colocados no que seria sua suposta ordem. Essa coletânea forma então o Livro de NOD, que seria o tomo com todos os conhecimentos da pós-vida vampírica.
A escrita é impecável e o estilo de apresentação de Aristotle é preciso: Você se vê imediatamente envolvido pela história que ele se propõe a contar. Sente sua angústia. E quando ele diz que não é este o conteúdo integral do texto, havendo outras partes faltantes espalhadas pelo mundo, outras perdidas para sempre, há aquela sensação de lamento. O que haveria naqueles papéis ou pedras? Que segredos eles conteriam?
O livro é riquíssimo. Cheio de ilustrações, todas em preto, branco e cinza. As páginas são repletas de desenhos e gravuras que representam o que as palavras descrevem. Os traços são muito bonitos e combinam perfeitamente com a atmosfera pesada da história.
Outro ponto muito positivo é que ao final de cada Crônica há comentários explicando trechos devidamente marcados. Então ao final da leitura, talvez você tenha que voltar ao ¹ para lembrar do que a observação referente se trata, mas isso só torna tudo mais divertido.
Por último, há o Posfácio. Sinceramente, uma das minhas partes favoritas. Nele, Ayisha Jocastatian nos traz suas próprias anotações sobre o Livro de NOD, Aristotle e outros tópicos constantes no texto.  Ao final, ele ainda nos lança uma dúvida cruel e suas perguntas são capazes de nos fazer sentir como um filho da noite que, além de extasiado com o que acabou de descobrir sobre todo o universo vampiresco escondido por detrás da Máscara, vê-se chocado e perdido em meio às perguntas que lhe são feitas.
E se pega olhando para os lados, protegendo o Livro de NOD de possíveis agentes da Jyhad e ao mesmo tempo se perguntando se qualquer palavra escrita ali é verdade ou apenas delírios de um Malkaviano entediado.
Ao final, cabe a você decidir no que acreditar.


Bom, meus queridos, é isso!
Espero que tenham gostado da resenha dessa semana! Eu realmente estava namorando esse livro há bastante tempo e, sinceramente, ele valeu cada centavo. Eu sei que o preço pode parecer um pouco salgado, porque ele não é um livro tão grande, é material de apoio para os livros da White Wolf e talz, mas eu acho que ele cumpre o seu papel com maestria. Nunca foi a proposta da obra se apresentar como um guia definitivo ou uma versão absoluta da origem dos vampiros e isso é deixado bem claro já no início, mas apenas servir como material complementar e de inspiração para os narradores. O livro, contudo, vai muito além. A White Wolf conseguiu criar um texto altamente envolvente e bastante embasado, construído sobre bases sólidas e argumentos convincentes a respeito da origem dos vampiros, sua organização e as profecias a respeito da Gehenna.
Como aficcionada que sou da literatura vampiresca, o Livro de NOD é um must have, como eu já tinha dito. A versão da White Wolf é uma das minhas favoritas com relação aos seres da noite, uma vez que trabalha o vampiro de uma forma diferente da clássica “Drácula de Bram Stoker”, mas sem descaracterizar o mito.
Minha próxima compra será Ritos do Dragão, também da DEVIR.
Lembrando que eu não sou uma especialista em RPG, então se algum leitor souber de algum detalhe que eu deixei passar ou de algum erro que cometi em relação a obra, eu peço desculpas por qualquer possível falha. E se puder, por favor, me corrigir, eu ficaria muito grata! É sempre importante aprender mais! (:
E então, alguém aí já leu o Livro de NOD? Alguém já tinha ouvido falar ou quer ler? Me conta nos comentários!

Um beijo da heavy e boas leituras!

¹ Vampiro recém-criado.

6 comentários:

verlaine nunes disse...

Eu também estou namorando esse livro... Quero comprar logo!
Adorei sua resenha, parabéns ;)

Yasmin Shiguematsu disse...

Verlaine, ele vale muito a pena! A qualidade é excelente e o conteúdo da obra é fantástico. Definitivamente, uma das minhas versões favoritas a respeito do mito. (:

Ah, muito obrigada!

Um beijo e boas leituras!

Maria Valéria disse...

mew, há anos que venho querendo comprar esse livro, desde meus tempos de jogadora de RPG rsrsr faz teeeempo xD

eu tive que ler em pdf pq não aguentei a vontade. Mas ainda sonho em ter na minha estante... é um livro excelente <3

http://torporniilista.blogspot.com.br/

Yasmin Shiguematsu disse...

Realmente, Maria, é um livro excelente! Haha, eu sou suspeita pra falar porque sou apaixonada pelo meu, mas vale muuuito a pena!

O Posfácio é a minha parte favorita <3

Boas leituras! (:

Lis disse...

PERFEITA! - Mas que resenha sua que não é?
Eu ganhei o meu de presente de um amigo mui querido que me deu de aniversário o exemplar já antigo dele - o que só trouxe dez vezes mais valor ao livro que já tinha anos de idade e me foi entregue com a etiqueta de "primeiro livro de rpg do meu amigo".
É um épico para os jogadores de rpg, uma fonte inimaginável de imaginação para os narradores e uma delícia de leitura pra quem gosta de provocações instigantes especialmente no que tange a entrelaçamentos história x bíblia x realidade.
Gosto muito! É um dos meus favoritos! E foi magistralmente resenhado pela minha "resenhadora favorita" hauhauha.

Beijos!

Yasmin Shiguematsu disse...

Aaah, muito obrigada, Lis *-*

Postar um comentário

- Agradecemos a leitura do post e adoraríamos saber a sua opinião.
- Responderemos o seu comentário aqui mesmo.
- Comentários ofensivos/preconceituosos serão deletados.

 
Eu ♥ Livros © 2010 | Designed by Chica Blogger | Back to top