Eu ♥ Capas ~ #8

Bom dia para quem acordou agora a pouco. 

Hoje é dia de capas e eu resolvi falar do primeiro livro de uma série que eu simplesmente amo, amo, amo! Succubus Blues da Richelle Mead. Esse livro foi publicado no Brasil com o título de "A Canção do Súcubo" sob o selo Essência da Editora Planeta e eu me recuso a comentar sobre ele, começando pelo título. Um dia farei um Eu ♥ Tapa na cara sobre o trabalho porco que fizeram. Então não reclamem eu não comentar sobre a capa brasileira, mas já deixo claro que ela é idêntica à americana, então nem gasto saliva. Mas caso você queira dar uma olhadinha na capa, tanto americana quanto brasileira, visite esse post onde eu comentei sobre traduções e adaptações.


Segue a sinopse em português: 

Quando se fala de empregos no inferno, ser um Súcubo parece bastante glamuroso. Uma garota pode ser qualquer coisa que ela quiser, o guarda-roupa é de matar e homens mortais farão qualquer coisa por apenas um toque. Claro, eles geralmente pagam com suas almas, mas por que ser tão técnico? Mas a vida da Súcubo de Seattle, Georgina Kincaid, é muito menos exótica. Seu chefe é um demônio de médio escalão com uma queda por filmes do John Cusack. Seus melhores amigos imortais ainda não pararam de provocá-la por causa da vez em que ela se transformou na Deusa Demônio, completa, com chicote e asas. E ela não consegue ter um encontro decente sem sugar parte da vida do cara. Ao menos ela tem seu emprego diário em uma livraria local – livros de graça. Todos os mochas de chocolate branco que ela conseguir tomar; e acesso fácil ao sexy escritor de bestsellers, Seth Mortensen, aka Aquele por Quem Ela Daria Tudo Para Tocar mas Não Pode. Mas os sonhos sobre Seth vão ter que esperar. Algo estranho está acontecendo no submundo demônio de Seattle. E, dessa vez, todos os seus charmes e cantadas de cair morto não vão ajudá-la porque Georgina está para descobrir que há algumas criaturas que tanto Céu quanto o Inferno querem negar…

(via Skoob)
Particularmente, eu acho que tem algo errado com essa sinopse, mas relevemos, se preocupar atoa dá rugas e ninguém quer isso. Vamos às capas? Não me condenem pela qualidade das bordas, elas me odeiam.

Capa espanhola: Enquanto eu estava procurando as capas internacionais no site oficial da Richelle, eu dei de cara com essa capa em miniatura e a achei simplesmente linda se você ignorar a expressão facial da mulher. As asas eu achei um toque maravilhoso visto que *SPOILER ALLERT* a Georgie usa um par dessas bem no primeiro capítulo *SPOILER ALLERT*. O que não deixa a capa a melhor na minha opinião é a tradução que deram para o título "Cantos de Súcubo". Para mais comentários sobre o porque eu odeio esse tipo de tradução de título, visite esse post.

Capa búlgara: Eu acho que encontrei essa capa no blog da Richelle e foi amor à primeira vista. Meu deus que capa perfeita! Georgie toda sexy aqui, quase como se cheirasse a sexo, e o tridente na lua tão... Lindo! Acho que nem tem como explicar o quão apaixonada por essa capa eu estou. Mas deixo claro que de todas as que eu selecionei para postar aqui, a búlgara é a que eu mais gostei.


Capa rússa: Antes da capa búlgara essa era uma das minhas preferidas, claro que as asinhas de anjo deixam muito a desejar, mas há uma certa elegância na pose da modelo, no modo em que ela está sentada com a cinta-liga aparecendo, as luvas e os sapatos lindos. Desculpa, Russia, amo vocês, mas a Bulgária me ganhou.


Capa alemã: Oh, Alemanhã, que capa divina! De todas as que eu vi é a mais emocional e até sensual, por assim dizer. E tão fora da linha das outras capas que ela se torna tão única e adorável. Amei.

Capa inglesa: Ok, não tem muito a comentar, afinal, para mim, ela não tem nada realmente de especial em relação às outras.

Capa francesa: Essa é nova, havia uma outra versão, mas aparentemente, a editora que publica a série na França resolveu mudar um pouco e fez novas capas. Não posso dizer que gostei muito, pois dá a impressão de gelo, frio, etc. Acho que ela ficaria bem melhor se fosse usada para o Frostbite, segundo da série Vampire Academy.

Eu me abstenho de comentar mais, pois só de olhar o meu exemplar do livro me dá raiva e vontade de criar um "Eu ♥ Tapa na Cara" sobre o trabalho de merda que fizeram, mas eu me seguro. Ou tento. 

Da sua diva e semeadora da discórdia preferida.

3 comentários:

Leitoras Anônimas disse...

Nossa, tantas capas bem feitas ao redor do mundo! Comparada a essas, a do Brasil ficou um verdadeiro lixo (desculpe a expressão, foi a melhor que encontrei para descrevê-la). Uma pena mesmo...

http://leitorasanonimas.com

Amarulla disse...

A da Bulgária é a melhor na minha opinião. ♥ Aliás, a Inglesa é tão... Que droga é essa?! A da França está BEM melhor em comparação, mesmo que lembre frio e afins.

Mari Sampaio disse...

Realmente, também gostei muito das capas russa e búlgara. Ah, a sinopse parece ser interessante. Não conhecia a série!^^

Beijos.

Mariana Sampaio
Blog Tijolinhos de Papel

Postar um comentário

- Agradecemos a leitura do post e adoraríamos saber a sua opinião.
- Responderemos o seu comentário aqui mesmo.
- Comentários ofensivos/preconceituosos serão deletados.

 
Eu ♥ Livros © 2010 | Designed by Chica Blogger | Back to top